terça-feira, 12 de outubro de 2010

"Fui"

"... Ja são quase cinco da manhã.

Estou orando olhando para o teto escuro ; Pensando em tudo que eu ja fiz na minha existência.

Será que valeu a pena tudo o que eu fiz ?

Tudo que eu queria ter feito eu fiz , não me recordo de ter me arrependido de muita coisa nos ultimos anos , mas neste momento , especialmente nesse momento estou me perguntando , será que eu estou em paz?

Que paz que eu quero para mim ?

Que Paz eu quero à aqueles que eu amo ?

Meu conceito de amor sempre foi diferente , desde criança quando eu decapitava aquelas formiguinhas estava-as libertando , elas morreriam de qualquer jeito...

Na escola tinha a timidez dos oprimidos pelo sistema falho de educação metropolitano , Não que tenha tido maus professores pelo contrario , eu que nao estava a altura deles , a baixa estatura intelectual deles... Enfim , ficaram para trás.

Deixei para trás...

Subi mais alguns degraus anos depois , formando me na escola da vida , sendo reconhecido como "um cara bacana" , os sorrisos que fadigam minhas bochechas ja nao brotam assim tão naturalmente , afinal são naturalmente plasticos prontos para eventuais aparições sociais.

Meu conceito de amor sofreu nova mutação , Não tenho medo de machucar , isso em alguns lugares é conhecido como EGOISMO , mas no meu mundo isso chama-se "Eu-Centrismo" (não daria na mesma , o caro leitor deve perguntar-se) mas não.

Limitar-se a agradar os outros é pratica popular nos que vos amam , mas tens feito a mesma coisa?

Tens retribuido aquele afago sincero?

Ou tens deixado que passe os momentos mais serenos da tua vida pensando no seu proprio conforto?

Eu pensava assim.

Foi...

Hoje nao sei mais o que penso , em anos , é a primeira vez que me sinto como uma gotinha no oceano. Areia na ampulheta da Sorte...

Não queria ter estragado tudo.

Não mesmo.

Meu Eu Hoje Esta Gritando : "Se Levanta e Sai Dai , Sai desse Marasmo ... Existem tantas outras existências esperando para encontrar a sua , elas ainda nao sabem que merda és"

Eu agora quero mudar , nao quero mais ser o que FUI.

Meus olhos me dizem que é hora de parar.

Vou recontar os litros que escorreram essa noite e me apoiar na minha nova concepção de amor.

Que eu devo me doar e nao apenas receber,

Mais uma vez Nao Quero Estragar Tudo

Tudo que eu Quero é Uma Chance ... E não terminar como as formiguinhas que eu tirava do caminho da Sorte , Poderia realmente vencer aquelas dificuldades se nao tivesse atrapalhado , enfim nao precisa entender , só precisa sentir um pouco da energia que eu imprimi nessas palavras , o que eu quero é uma chance.

2 comentários:

Vikki Adlung disse...

Olá!
Achei seu blog relacionado ao de uma amiga e essa postagem em especial me chamou a atenção. Muito bem colocada! ;)

Vikki Adlung disse...

Olá!
Achei seu blog relacionado ao de uma amiga e essa postagem em especial me chamou a atenção. Muito bem colocada! ;)